03 de Julho de 2020

Cassind alerta para cuidados no combate ao mosquito da Dengue

A prevenção ao mosquito Aedes aegypti é a única forma de combate às doenças como a dengue, zika, Chikungunya e febre amarela e deve ser contínua, apesar de estarmos no inverno, o clima em Sergipe é quente e se torna propício à proliferação do mosquito durante todo o ano. Por isso a Cassind vem reforçar os cuidados e orientações para evitar essas doenças.

 

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (SES), foram registrados 218 casos de dengue em Sergipe no período de 29 de dezembro de 2019 a 6 de junho deste ano. Nesse período, foram notificados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan) 1.044 casos suspeitos. Além dos confirmados, 590 foram descartados, 218 estão em investigação, e nenhum óbito.

 

Diante dos dados, se já enfrentamos uma pandemia, o importante é prevenir contra outras doenças.

A principal ação que a população tem é se informar, conscientizar e evitar água parada em qualquer local em que ela possa se acumular, em qualquer época do ano:

 

As principais medidas de prevenção e combate ao Aedes Aegypti são:

• Manter bem tampado tonéis, caixas e barris de água;

• Lavar semanalmente com água e sabão tanques utilizados para armazenar água;

• Manter caixas d’agua bem fechadas;

• Remover galhos e folhas de calhas;

• Não deixar água acumulada sobre a laje;

• Encher pratinhos de vasos com areia ate a borda ou lavá-los uma vez por semana;

• Trocar água dos vasos e plantas aquáticas uma vez por semana;

• Colocar lixos em sacos plásticos em lixeiras fechadas;

• Fechar bem os sacos de lixo e não deixar ao alcance de animais;

• Manter garrafas de vidro e latinhas de boca para baixo;

• Acondicionar pneus em locais cobertos;

• Fazer sempre manutenção de piscinas;

• Tampar ralos;

• Colocar areia nos cacos de vidro de muros ou cimento;

• Não deixar água acumulada em folhas secas e tampinhas de garrafas;

• Vasos sanitários externos devem ser tampados e verificados semanalmente;

• Limpar sempre a bandeja do ar condicionado;

• Lonas para cobrir materiais de construção devem estar sempre bem esticadas para não acumular água;

• Catar sacos plásticos e lixo do quintal.

 

Quais são as doenças que o mosquito Aedes Aegypti pode transmitir?

 

O mosquito Aedes aegypti é transmissor de algumas doenças, conhecidas como arbivorses. É importante ressaltar que somente os mosquitos infectados transmitem a doença.

As principais doenças transmitidas pelo Aedes aegypti são:

 

Febre Amarela: febre alta, mal estar, dores musculares, dor de cabeça e calafrios.

Dengue: febre alta súbita, dor de cabeça e dor no corpo e articulações, náuseas e vômitos, também podem haver manchas vermelhas no corpo e coceira.

 

Zika: recente no Brasil e que tem provocado muita preocupação, principalmente nas gestantes, pelo fato de estar sendo associada às ocorrências de microcefalia em recém-nascidos. Sintomas: febre não muito alta, dor de cabeça, dor nas articulações, manchas vermelhas no corpo com coceira, vermelhidão nos olhos e cansaço, em algumas pessoas pode não ter nenhum sintoma.

 

Chikungunya: doença que ocorre junto com a dengue e cujos sintomas se confundem: febre alta súbita, dor de cabeça constante, manchas vermelhas no corpo com coceira intensa e dor forte nas articulações com inchaço.

 

Foto -