14 de Junho de 2018

Vacinação contra gripe nos postos de saúde segue até o dia 22

O Ministério da Saúde decidiu prorrogar a campanha de vacinação contra a gripe até o dia 22 de junho. Em Sergipe, foram aplicadas até o momento 341.935 doses,


totalizando uma cobertura geral de 79.03%, sendo que no público adulto o percentual é de 86% e 68.06% em crianças. Os idosos correspondem a 82% e gestantes 66%. Essas são as divisões da população que formam o grupo destinado à meta final de 90%, como informa a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Mércia Feitosa. 
“O mais importante é reforçar que a campanha segue até o dia 22. Temos que ampliar essa cobertura. A única forma de prevenção é a proteção da vacina”, alertou, Mércia. Ela informou que 19 municípios sergipanos já atingiram a meta de 90%. O campeão foi Pirambu, com uma cobertura de 102,85%. E o segundo município foi Malhada dos Bois, com 102.26%. 

Na sequência vem Arauá, Boquim, Areia Branca, Feira Nova, General Maynard, Macambira, Malhada dos Bois, Monte Alegre, Nossa Senhora de Lourdes, Pedrinhas, Pirambu, Poço Redondo, Poço Verde, Ribeirópolis, Santa Luzia, São Miguel, Simão Dias,Telha e Tobias Barreto. 

Mércia ressaltou que 100% das unidades têm a vacina, que 15 municípios estão acima de 85% e 13 municípios estão com 67%. “Esses são nossas prioridades, além dos municípios maiores como Aracaju e Nossa Senhora do Socorro, que estão com a cobertura abaixo da meta”, disse a coordenadora. 

A Enfermeira da Central Estadual de Armazenamento e Distribuição dos Imunobiológicos (Ceadi) ), Lícia Nole, alertou que após o dia 25, haverá ampliação da faixa etária. As crianças de 5 a 9 anos e o adulto de 50 a 59 anos serão vacinados também. “Dia 22 encerramos a campanha para fazer a avaliação dos resultados e em seguida daremos continuidade à vacinação nos municípios que não atingiram a meta de 90%”, atentou. 

Atrás da meta 

A Campanha Nacional Contra a Influenza, que começou dia 23 abril e segue até o dia 22 de junho, tem como meta vacinar em Sergipe 460 mil pessoas. Até o momento 341.935 mil doses da vacina já foram aplicadas no Estado. “A Influenza é uma doença que ocorre durante todo o ano, mas sua frequência aumenta no outono e inverno, com a chegada das chuvas e diminuição da temperatura. Estamos no período de início da maior transmissão dos vírus respiratórios e vamos lutar pela meta”, observou Mércia. 

Ela disse que a melhor maneira de prevenção à doença é a vacinação anual que deve ser ofertada antes do período de maior circulação do vírus. “A cobertura vacinal ainda não foi concluída pela meta em alguns municípios, o que dificulta o maior controle das infecções respiratórias causadas pela doença. As pessoas precisam aderir e entender a importância da vacina”, atentou. 

Os demais cuidados são pessoais, como lavagem das mãos, se for tossir usar lenços descartáveis sobre a boca, evitar locais com aglomerado de pessoas, evitar utilização de utensílio pessoal de outras pessoas com talheres, pratos, copos e adotar uma boa alimentação. “Quando estou com o meu sistema imunológico bom, posso ter contato com o vírus e reagir normalmente, e quando não estou, qualquer doença que eu tiver contato, vai complicar”, alertou a especialista.

 

Fonte: SES